• Residencial das Palmeiras

Somos um conceito de vida e bem estar para o idoso.

Envelhecer com certeza é uma palavra que pertence a sociedade moderna do nosso século. Embora seja uma realidade, não estamos preparados para envelhecer nem para as demandas que tal processo natural acarreta em nossas vidas, sejam elas familiares ou pessoais. Se até alguns anos atrás era uma responsabilidade familiar o cuidado integral para com o idoso dentro da casa da família as nuances da vida moderna já não o permitem mais fazê-lo. Sem adentrar nos méritos e deméritos éticos das relações entre pais e filhos, é certo afirmar que é necessário uma nova postura em relação a melhor fase da vida.

Justamente neste contexto que nasce, em contraposição a velha ideia de lar de idosos, o conceito de residencial de longa permanência, se um nos passava receio e tristeza, o novo conceito passa a ideia e sensação de pertença e integração em um espaço bem diferente daquele asilo fechado e recluso para onde literalmente se ia para morrer. O residencial de longa permanência como o próprio nome diz é para longas estadias, é para viver e viver com qualidade, o aumento da expectativa de vida e das condições de grande parte da população se faz ouvida nesse novo ambiente de acolhida.

A vida movimentada dos familiares não permite que aquela integração social que um tempo permeava esse gênero de relação continue possível. Estamos diante de uma mudança de paradigma onde a terceira idade é ainda ativa e ao mesmo tempo aos poucos se desligou de muitas das atividade diárias dos outros membros familiares. O residencial de longa permanência é a resposta a esse paradigma, pois permite que o idoso continue sendo ativo ao seu modo e conforme suas possibilidade além de contar com todos os benefícios de cuidados, alimentação e moradia.

O residencial de longa permanência é casa e lar de cada um que compartilha o espaço, não apenas um cliente a ser cuidado. O principal diferencial está justamente nas atividades que evidenciam essa pertença. O espaço amplo, as liberdades concedidas em acordo com a família. Se pegarmos por exemplo a relação com a natureza, o cuidado com o jardim, a alimentação diferenciada que torna a vida de cada instante prazerosa e digna de ser compartilhada, o respeito a privacidade, aquela ideia de lar de idosos já não cabe mais. Bem vindos ao novo conceito de cuidado, de vida e de terceira e melhor idade!



10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo